terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Um ano e ainda nada!

Ordinário e membros do Ordinariato
Um ano e ainda não possuem uma única Igreja para si.


O Ordinariato inglês já completou um ano no último mês de janeiro - mês, inclusive, que viu o nascimento do outro Ordinariato, nos EUA.

Parece, entretanto, que a vida do "Primaz" dos Ordinariatos não está sendo nada fácil, padecendo da má vontade dos bispos da Inglaterra e Gales. O Ordinariato de Nossa Senhora de Walsingham completou um ano e ainda não possui uma única Igreja própria; seus padres precisam contar com a disponibilidade dos seus pares diocesanos para que, num horário alternativo, lhes seja permitido o uso das paróquias. Isso vem dificultando e muito o trabalho.

Os bispos da Inglaterra nunca engoliram a história da Anglicanorum Coetibus. Primeiro, porque não lhes foi comunicada com antecedência, para que a conferência de bispos, que mais se comporta como um sínodo infalível, pudesse dar o seu placet ao assunto. Segundo, porque quer queira, quer não, a Anglicanorum Coetibus é uma pedra no caminho ecumênico com os anglicanos. Terceiro porque, tal como Summorum Pontificum, a Anglicanorum Coetibus tira um pouco do poder do bispo local - e os bispos ingleses amam seus poderes medievais, controlando as dioceses como feudos. Depois os empoeirados somos nós...

Mons. Keith Newton é de todo uma anomalia na Inglaterra Ecumênica. Rejeitado pelos anglicanos, indesejado pelos bispos católicos, um padre mitrado como bispo, mas sem cátedra. Até quando suportará existir nesse paralelo, esmagado nessa dimensão alternativa que não favorece seu trabalho?

Do outro lado do Atlântico a coisa corre bem diferente. O Ordinário da Cátedra de Pedro, Mons Steenson, já veio com uma cadeira, com clero, paróquias, prédios e até mesmo uma Cúria! Se não conta com o apoio de todos os bispos dos EUA, conta pelo menos com o suporte de dois cardeais de peso - Wuerl e DiNardo - e do bispo Vann, antigo responsável pelos padres anglicanos convertidos. Até mesmo o bispo anglicano de Washington gosta dele!

A sabotagem na Inglaterra tem nome e sobrenome, chama-se sobrevivência suja. Muitos bispos diocesanos estão torcendo para que o Ordinariato inglês afunde e, dessa forma, possam absorver os 60 sacerdotes nos seus prebitérios deficientes. De fato, três ou quatro dioceses seriam muito beneficiadas pela derrocada do Ordinariato britânico.

Existe ainda a torcida contra da Church of England que, mesmo sem querer mudar as suas políticas progressistas e heretizantes, não dá o braço a torcer e continua iludindo os anglo-católicos que ainda permanecem na igreja do governo com promessas que são sempre adiadas.

Muitos anglicanos ingleses estariam dispostos a mudar para o catolicismo, mas deixar uma perseguição para entrar noutra não parece ser uma ideia inteligente.

Penso que a Santa Sé precisará intervir. Várias Igrejas são vendidas por ano na Inglaterra por conta da sempre constante reorganização das paróquias. Acabam como hotéis, museus, bares, lojas, mesquitas, etc. Mas a Conferência de Bispos nem ao menos pensa em doa-los ao Ordinariato
.
Sem contar que uma parcela muito alta do laicato do Ordinariato inglês é formada, como vocês podem ver nas fotos, por gente com muitas primaveras. Se o Ordinariato não for capaz de atrair jovens, então já está morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...