quarta-feira, 2 de julho de 2014

Agora é oficial - Visitação Apostólica à diocese de Ciudad del Este.

Carta Oficial da Nunciatura
 Mons. Eliseo Ariotti, núncio apostólico no Paraguai, informou hoje que a Santa Sé realizará uma visita apostólica à diocese de Ciudad del Este. A visita será comanda pelo cardeal Santos Abril, arcipreste da Basílica de Santa Maria Maior, e Mons. Milton Luis Tróccoli Cebélio, bispo auxiliar de Montevidéu.

Em primeiro lugar, é preciso rever alguns "dados históricos" antes de listarmos os motivos apresentados para a visitação.

Como já escrevemos aqui - e recomendamos a leitura completa do post - Mons. Livieres, bispo de Ciudad del Este, recebeu um sacerdote argentino em sua diocese em 2008. Trata-se de Carlos Urrutigoity que tem um longo histórico de acusações de abuso de menores nos EUA, inclusive alguns processos criminais foram iniciados contra ele.

Mons. Livieres afirmou que Carlos Urrutigoity foi enviado à Ciudad del Este pelo próprio Vaticano que, na época, não sabia o que fazer com ele, palavras do próprio Mons. Livieres. Entretanto acredito que o bispo cometeu uma imprudência ao dar cargos elevados à Carlos Urrutigoity, sobretudo ao confiar-lhe um apostolado junto aos jovens. Mons. Livieres acredita na inocência de Carlos Urrutigoity, afirmando que o mesmo é vítima de calúnia e perseguição.

Conferência de imprensa na sede da CEP
A diocese de Ciudad del Este é um oásis teológico dentro do lamaçal modernista que se tornou a América Latina. Guardadas as devidas proporções, poderíamos chamá-la de "Ecône do Iguaçú", pois muitas comunidades de carisma tradicional encontraram abrigo e proteção paternal na diocese. Por isso é possível que a familiaridade de Carlos Urrutigoity com a missa tradicional tenha advogado a favor do padre na análise do bispo.

Entretanto Mons Livieres é um antigo desafeto do então arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, hoje Papa Francisco. E Francisco não esquece, Francisco não perdoa.

As desavenças entre os dois prelados de diferentes nacionalidades começaram quando o seminário maior de Ciudad del Este foi se tornando conhecido entre os países de língua espanhola por sua formação mais tradicional. O seminário paraguaio começou a atrair seminaristas de outras dioceses, sobretudo de Buenos Aires, que fugiam horrorizados com o que viam na casa de formação argentina. O então cardeal Bergoglio iniciou uma guerra de acusações contra Livieres junto ao Vaticano, exigindo uma intervenção na diocese e o afastamento do bispo. Isso é o que reportamos de fontes espanholas já em 2012, portanto estamos isentos de qualquer sentimento anti-franciscano. Leia mais no famoso texto "A Máfia Argentina do Cardeal Bergoglio" para ter referências sobre o assunto.

Na época Bergoglio tentou sem sucesso atacar o bispo paraguaio. Hoje, entretanto, ele é Papa. E Francisco não esquece, Francisco não perdoa.

Revisitada a história recente da diocese, podemos prosseguir com as razões apresentadas pelo Núncio para a visitação apostólica. Questionado sobre o motivo da visita, durante uma coletiva de imprensa, o Núncio afirmou:

"É para averiguar não apenas o que se passou ultimamente, mas ver tudo o que acontece na casa de Ciudad del Este".

O que se passou ultimamente foi uma briga pública e lamentável entre o arcebispo de Assunção e o bispo de Ciudad del Este, inclusive com o primeiro sendo chamado de homossexual pelo segundo.

Mas perceberam? Não se trata de uma intervenção em torno do caso do Pe. Urrutigoity, mas irão investigar TODA a diocese. Segundo informou o site de notícias paraguaio ABC:

"Também chama a atenção da Santa Sé as denúncias de má gestão dos recursos financeiros dentro da diocese, que inclusive chegaram a processos judiciais. Os enviados do Papa Francisco também avaliarão as supostas irregularidades no seminário de Ciudad del Este"

No comunicado em papel timbrado da Nunciatura, que apresentamos no início da postagem, estranhamente não se fala de uma investigação de Pe. Urrutigoity, mas é possível ler claramente a vontade do Papa em investigar os seminários da diocese. O seminário? Jura!? Quem diria... Francisco não esquece, Francisco não perdoa!

Investigar Pe. Urrutigoity é uma prioridade, sem dúvida. Se culpado, que o punam, mas se for inocente que se faça justiça e limpem seu nome.


O que realmente está em jogo

Como eu já disse o Papa Francisco não esquece e não perdoa. Mons. Livieres foi uma pedra em seu sapato por muitos anos porque provava que o modelo adotado em Buenos Aires era um modelo fracassado. Livieres fazia Bergoglio encarar o seu próprio fracasso enquanto pastor.

Enquanto o seminário de Ciudad del Este tem mais seminaristas do que todos os outros seminários paraguaios juntos, a arquidiocese de Buenos Aires - a mais importante da Argentina! - patina com duas dúzias de jovens.

A visita não será focada em Urrutigoity, mas no seminário. A casa de formação é sim o grande alvo dos visitadores.

De fato, como informa no site oficial da diocese, Mons. Livieres alega que desde 2013 pediu ao Vaticano uma visita ao seminário diocesano "para que eles possam nos ajudar a levar da melhor forma possível o governo da nossa Diocese, e aperfeiçoou o trabalho que já estamos fazendo, porque nós temos experimentado um crescimento incrível nos últimos anos, graças a Deus". Certamente o bispo está muito seguro do trabalho que vem executando.

Como também reportamos aqui em 2012:

Chegou a diocese de Ciudad del Este um relatório da Congregação para a Educação Católica aprovando os métodos, a espiritualidade, enfim, tudo no seminário São José!Após a análise de mais de 200 páginas de um relatório enviado por Mons Livieres, contendo currículo, cronograma, histórico, professores e perfil de cada candidato de forma detalhada, a Congregação não só aprovou como elogiou o seminário.

Diferentemente de outras casas de formação, Mons. Livieres sempre fez questão de manter o Vaticano informado de tudo, desde o currículo até o perfil dos candidatos. Nada foi feito na encolha, como se costuma dizer.

Agora, entretanto, falam de irregularidades no seminário! Como pode ser? O que mudou em dois anos? Bem... mudou o Papa e Francisco não esquece, Francisco não perdoa!

Se a visitação será feita também no seminário, nada mais natural do que enviar alguém da Congregação para Educação Católica ou da Congregação para o Clero (que é a atual responsável pelos seminários). Entretanto caberá provavelmente a um bispo auxiliar de Montevidéu, que é reitor de um seminário interdiocesano, investigar o seminário de Ciudad del Este. O seminário comandado pelo bispo tem 25 seminaristas e segue a mesma linha do seminário de Buenos Aires com disciplina relaxada.

Formadores do Seminário Uruguaio
Irregularidades Financeiras

Depois dos escândalos de má gestão do Banco do Vaticano, parece que a tendência é fazer tais escândalos aconteceram na esfera diocesana para se livrar de algum bispo. Foi assim com o bispo alemão de Limburgo, Franz-Peter Tebartz van Elst, e com o arcebispo argentino de Rosário, José Luis Mollagha, também um antigo desafeto de Bergoglio.

Quais seriam essas supostas irregularidades financeiras? Nada se explica, só se afirma que existem. Quantos milhões podem ser escondidos numa diocese paraguaia? Fracamente... Meu bispo construiu um seminário enorme para pouco mais de 20 seminaristas, numa área próspera e cara, sendo que a diocese já contava com dois (!!!) outros prédios construídos. Não vejo o Vaticano desembarcando por essas bandas...

O que virá?

Creio que Dom Rogelio Livieres será afastado. Não resta dúvida disso. O seminário sofrerá uma intervenção nos moldes daquela sofrida pelos Franciscanos da Imaculada. As comunidades tradicionais que se refugiaram em Ciudad del Este, uma delas brasileira, ficarão a deriva.

É muito claro que o projeto de destruição de Ciudad del Este já estava no coração de muitos prelados, paraguaios ou não. Só precisavam de um motivo prático para a inquisição régia, que é a marca deste pontificado, começar. Tudo o que é tradicional deve ser neutralizado.

E o Pe. Urrutigoity? O seu destino não importa, o que importa é que Francisco não esquece, Francisco não perdoa!

8 comentários:

Anônimo disse...

Caro Danilo... em meu coração sentia que isso poderia acontecer...

Mas confesso que dói ler tal notícia. Senhor, o que está passando com Vossa Igreja?

Anônimo disse...

É nosso dever apoiar mons. Livieres.

Anônimo disse...

E o pior é que, agora, com apoio da imprensa laica e hipócrita (ao mesmo tempo que promove o gayzismo acusa a Igreja de pedofilia), Bergoglio faz bela figura reduzindo o antigo núncio da República Dominicana acusado de pedofilia. Ora, sabemos que ele está aliado a Mons. Ricca, ao arcebispo de Assunção contra o valoroso Mons. Livieres. Uma calamidade o que vivemos hoje na Igreja.

Mariano Cabrera Mendoza disse...

La verdad sobre el P. Urrutigoity: http://bit.ly/VsHtyg
¿Será cierta la verdad " Francisco não esquece, Francisco não perdoa!"?
Creo que las dos partes tienen mucho que arriesgar: por una parte los buenos están a punto de perder su diócesis bendita; por otra parte, los malos, si sacan al Obispo Livieres, están vulnerables a los ataques de la prensa meses antes del sínodo de la familia.
¿A quién le conviene esto?

Myrian Elizabeth disse...

A nossa Diocesis e agora noticia local, nacional e internacional. o importante de tudo isso ao exporse , e que falam alto os bons frutos que carrega o traballo de Monseñor, os vistadores ao chegar aqui sabe o que encantrarao? Uma grey unida ao seu vicario.

Hernane Maria Pereira Junior disse...

O Bispo dom Rogélio, que é um pai zeloso, não admitiu o Pe. Carlos em sua diocese sem antes realizar uma intensa investigação sobre sua idoneidade, conforme ele afirma neste documento:

http://diocesiscde.info/index.php?option=com_content&view=article&id=3772:carta-informativa-sobre-el-pbro-carlos-urrutigoity-&catid=161:documentos-pastorales&Itemid=605

Os acusadores de Pe. Carlos sempre o atacaram sem provas. Nunca houve alguma comprovação que levasse a ser instalado contra ele um processo no âmbito civil dos EUA ou no âmbito eclesiástico. Seus inimigos sempre se valeram de falsas acusações espalhadas pela internet. Foram realizadas avaliações psicológicas no sacerdote por um instituto canadense e por um reconhecido psicólogo e não foram detectados nenhum traço de homossexualidade ou pedofilia.
Neste link encontra-se mais detalhes de todas as invenções contra ele:

http://observadorcde.blogspot.com.br/2009/03/encontre-algo-en-el-blog-de-httpwww.html?m=1

Os inimigos do Bispo são os membros da mídia perversa do Paraguai e internacional que serpenteiam inventando mentiras e intrigas. Rezemos para que nossa diocese de Ciudad del Este, guiada pelo Bispo dom Rogélio em comunhão com o Papa permaneça viva e fiel à Igreja Católica abaixo do manto da Santíssima Virgem Maria!

Anônimo disse...

Quem viveu naquela triste realidade de Igreja sabe o que esta falando. O seminário está cheio sim mais de.pouquissimas vocações autênticas, os padres com filhos e alguns.pedófilos. sei porque vivia lá incluso na casa deles... defendem um bispo que não pune.tais padres que Só pensam e dinheiro e prazer. E alguns.ainda se.iludem por causa.de rito. Que evangelho é esse?

Anônimo disse...

certíssimo, este bispo é extremamente incoerente.
Lá em Ciudad del Este o que mais há é padre com mulher e filhos, e o senhor bispo acoita tais fatos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...